Dizzler Music Player

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Gostava de ser um pássaro

Voar daqui para fora, deixar as minhas amarguras e voar para longe.
Migrar para Sul ou para Norte, não me importa, apenas quero sair.
A minha vida de pássaro não tem asas, e os meus pés não me levam aos meus sonhos.
Os meus sonhos levam-me para o meu futuro ideal, onde tenho o meu emprego de sonho, com a casa de sonho.
Mas também sonho muito e muito mesmo com o meu passado, ultimamente tenho muitos flah's de acontecimentos que me foram bastante importantes na minha vida, que ainda hoje são, e que não me revejo passá-los com mais ninguém..sem ser com a tal pessoa, aquela pessoa a quem eu chamo, o amor da minha vida.
Nunca falei dela, pois as recordações que guardo são o meu maior tesouro que tenho dela e sou egoista ao ponto de não querer partilhar com ninguém.
Lembro-me de como fui feliz, de como me sentia feliz, de como amava-a e ainda a amo.
Lembro-me das férias passadas juntas, das aventuras que tinhamos, da vida que vivemos.
O meu passado influencia o meu presente, e o meu presente acaba por influenciar o meu futuro, está tudo interligado, tudo em "harmonia".
Só espero que o amor da minha vida esteja bem, melhor do que eu, onde quer que ela esteja, ela será para sempre o meu maior tesouro que alguma vez pude viver.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Um bom dia

Às vezes sabe bem um dia sem nada para fazer!
Foi assim que o meu dia de hoje correu, e se todos ou quase todos os dias tenho sempre agenda planeada com eventos, o dia de hoje foi inteiramente dedicado a mim!
Acordei quando bem me apeteceu, fui ao ginásio e de resto, passei em casa.
Há uns tempos atrás isto seria sinónimo do stress pós-ruptura da minha relação de 3 anos, mas soube-me bem o dia de hoje!

E estou feliz por isso!

domingo, 25 de outubro de 2009

A opinião de Saramago

"Caim" o seu novo livro.
Muito se tem falado sobre este livro, que muita polémica tem causado no nosso plano nacional.
Muito honestamente, não li o livro, não sei concretamente ao certo os detalhes minuciosos expostos por quem o redigiu, mas pela televisão sei que tem tido bastante criticas negativas.
Estando num país conservador, outra coisa não seria de esperar.
Pessoalmente, sou católico não praticante, apesar de ter feito a "escola religiosa" até ao crisma.
Pelo que se ouve e  pelo  que se diz, Saramago  critica duramente a religião e põe  em causa  a fé  e a esperança  de muitas pessoas,a minha inclusivé, o que o coloca numa posição delicada sobre o tema abordado.
Apesar de não partilhar da mesma opinião, pois acredito na Igreja e no que é incutido nesta Constituição, respeito a sua opinião.
Apesar de discordar da opinião do autor, sei que todos nós enquanto cidadãos portugueses temos o direito á igualdade e à liberdade de expressão, conforme consta na Constituição da República.
Penso que é aqui que reside o meu ponto de vista.
Não partilho a opinião de Saramago, mas respeito acima de tudo a opinião do mesmo, pois é um direito que ele tem enquanto cidadão português e não deve ser censurado, pois o tempo da censura ja lá vai desde o 25 de Abril de 1974, onde não havia democracia e hoje está bem patente esse termo em Portugal. Democracia é igualdade de direitos e liberdade de expressão segundo o meu raciocínio, mas pelo que vejo a liberdade de expressão é para todos, ou só para o que convém?

sábado, 24 de outubro de 2009

Alberto Caeiro aka Fernando Pessoa

"... O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Amar é a eterna inocência,
E a única inocência é não pensar... "

Ao ler um pouco do poema de Alberto Caeiro "Guardador de rebanhos" e transportando para o meu mundo, a minha vida e as consequências que me levaram a ser quem hoje sou, deixam-me num enorme estado de reflexão.
Aquilo que tiro deste excerto que escolhi é de que, sob o meu ponto de vista e tendo em conta a minha experiência, temos que encontrar forma de seguir em frente aquando de questões amorosas.
Se pensar é estar doente dos olhos segundo o autor, então segundo o meu raciocínio, ficamos de olhos fechados para o mundo, e ficamos sem a percepção do que se passa à nossa volta.
Estive umas boas horas a pensar apenas na parte que está em cima e fiquei a reflectir.
Será que na altura em que o poema foi escrito(1911-1912), a forma de pensar e de sentir foi a mesma que é nos dias de hoje?
Será que chego à conclusão errada de que, amar é uma perda de tempo?
Muito sinceramente penso que não, mas por outro lado, será uma faca de dois gumes em que ao amarmos, estamos de olhos fechados e não conseguimos aproveitar o que está à nossa volta?
Será possível haver pessoas incapazes, ou então com capacidade, em não amar e ver e sentir o mundo que temos?
Será este excerto, tal como o poema em si, uma mensagem para os seus leitores de que existe algo maior, mais poderoso que o Amor?

Eu quero pensar que não, mas o mundo não se fez para pensarmos nele, mas para olharmos para ele e para estarmos de acordo....

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Final de semana

Uau, há já algum tempo que não tinha um dia assim.
Um dia normal de trabalho, em que quando de lá sai enfiei-me no metro rumo ao curso.
Depois de ter saido do curso, lá fui eu para o metro de novo a caminho do ginásio, como se já não estivesse partido o suficiente, sim porque já estava arrastar-me para lá e só mesmo com muita vontade é que não fui logo para casa.
Resumindo, saí de casa às 6h e pouco da matina e só agora(21h43m) é que cheguei a casa, um dia bem passado lol.
Uma longa caminhada neste final de semana em que:

 1º esqueci-me de por o euromilhoes
 2º não parei um segundo
 3º  apenas tomei o pequeno almoço e almoço

Se há dias em que estamos mortos, hoje é um deles.
Agora vou jantar, depois sentar-me um pouco no sofá e deixar-me dormir.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Convite

Nestes últimos tempos, tenho andado em baixo, sem vontade, sem querer, sem ambição.
Mas estes tempos serviram-me de reflexão.
Por vezes precisamos de um tempo para nós mesmos, arrumar as nossas ideias na nossa mente, vermos o que alcançámos com os feitos e desfeitos ao longo da nossa vida, ver o que podemos melhorar e o que temos a manter em nós.
Estes tempos permitiram-me também analisar minuciosamente a maturidade que fui ganhando e hoje, sinto-me orgulhoso do que sou.
Sinto-me como uma folha em branco, ansiosa pela tinta dar vida à escrita, daí que esteja neste momento a fazer um convite (não é uma atitude desesperada).
Quem me quiser conhecer que esteja à vontade, estou aberto a novas amizades!
E para começar deixo no meu perfil, o meu e-mail para quem me quiser conhecer melhor!

Até logo!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A minha história

Era uma vez ... e viveram felizes para sempre!
Gostava que assim fosse, só tenho de saber o que escrever pelo meio.
Sei que tenho tido alguns azares no meio da minha felicidade, mas quero voltar a ser feliz um dia.
Não acredito que vá acontecer, mas não posso deixar de tentar, pelo menos vou tentar fazer de tudo para mudar o meu rumo e quem sabe um dia sonhar ao lado de alguém!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Para onde me viro?




Quero desaparecer, fugir daqui, sair a correr, esquecer, passar uma borracha por cima, nascer de novo... mas não dá!
Onde quer quer vá, o sofrimento vem atrás de mim.
Até nos meus sonhos eu sofro. Ou será que são pesadelos de um sonho terminado?

domingo, 18 de outubro de 2009

Memórias



 O dia de hoje, é um dia rico em memórias e recordações passadas numa vida de sonho. Hoje não passa mesmo disso, de um sonho.
Daí hoje não ter ouvido outra música senão os do Metallica "The Memories Remains"

Fortune, fame, mirror vain
Gone insane, but the memory remains

Heavy rings on fingers wave
Another star denies the grave
See the nowhere crowd cry the nowhere tears of honor

Like twisted vines that grow
Hide and swallow mansions whole
And dim the light of an already faded prima donna

Fortune, fame, mirror vain, gone insane
Fortune, fame, mirror vain, gone insane
But the memory remains

Heavy rings hold cigarettes
Up to lips that time forgets
While the Hollywood sun sets behind your back

And can't the band play on
Just listen, they play my song
Ash to ash, dust to dust
Fade to black

Fortune, fame, mirror vain, gone insane
Fortune, fame, mirror vain, gone insane
Dance little tin goddess

Drift away, fade away
Little tin goddess

Ash to ash, dust to dust
Fade to black

Fortune, fame, mirror vain, gone insane
Fortune, fame, mirror vain, gone insane
But the memory remains

Ash to ash, dust to dust
Fade to black, the memories remain, yeah
To this faded prima donna
Yeah, yeah, yeah, yeah

Dance little tin goddess dance

Say yes - at least say hello

sábado, 17 de outubro de 2009

Coincidência ou então nao

"Nada acontece por acaso. Tudo tem uma razão de ser por mais que custe acreditar."

17 Outubro 2009 , 21:45h, AXN , CSI , Temporada 9 Episódio 5.
A vida não é mais do que um palco, onde pessoas entram e saiem, cada um com o seu papel, com o seu objectivo.
Mas outras ficam para toda a eternidade, porque o tempo não pára, não consome, apenas nos faz lembrar a toda a hora daquilo que hoje são recordações e que ontem era real.

Este episódio,não é mais do que a minha vida actualmente, saber estar no local de trabalho e tentar não pensar no problema pelo qual estamos a passar.





















Citando a própria Sara " Quando uma relação não evolui, definha." e citando também a Lady Heather "..as relações acabam muito antes do seu fim.."

Posto isto, guardo para mim as minhas reflexões.
Mas pergunto-me, se alguém sabe como isto termina, para eu saber qual o meu destino.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Lufada de ar fresco

Como imaginam, a minha vida ultimamente tem andado..bem nao tem andado, está mesmo parada.
Ando deprimido, triste e sem vontade.
Mas encontrei um passarinho e tenho falado com ele.
É o único com quem desabafo e a quem agradeço por me ouvir.

Obigado!

Trauma Psicológico



O trauma psicológico é um tipo de dano emocional que ocorre como resultado de algum acontecimento. Quando o trauma conduz ao stress, pode envolver mudanças físicas no cérebro, que pode afectar o comportamento da pessoa.
Geralmente envolve o sentimento de completo desamparo diante de uma ameaça real ou subjetiva à própria vida.

Posto isto, será que neste momento estou a exagerar de acordo com a realidade, ou será mesmo que estou a passar por esta fase..traumática?
Quem me dera saber responder às minhas próprias questões.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Acordar

Acordo e olho à volta. Vejo pessoas a passarem por mim olhando-me de alto a baixo como se estivesse num expositor de uma montra.
Não reconheço ninguém, nem sei onde estou.
Só sei que está alguém, quem não sei, que chama por mim.
O que faço? Para onde sigo?Quem é essa pessoa?
Não tenho respostas a estas perguntas.
Não tenho ninguém que me possa ajudar.